cieloambiental@gmail.com

Fone cel: (54) 9.8132-5141
Notícias

Exposição fotográfica sobre o desastre no Rio Doce chega a Itália

Exposição fotográfica sobre o desastre no Rio Doce chega a Itália

Exposição ‘Lágrimas do Rio Doce’ começa no dia 19 de maio.
Mostra será exibida no festival ‘Welcome to Paradise’.

A exposição fotográfica do projeto “Lágrimas do Rio Doce”, do Instituto Últimos Refúgios (UR), chega a Itália. A mostra será exibida no festival “Welcome to Paradise” entre os dias 19 de maio a 5 de junho, na prefeitura de Modica, na Sicília, cidade patrimônio histórico da Unesco.

O fotógrafo e presidente do instituto, Leonardo Merçon, contou que se sente feliz com a oportunidade de apresentar seu trabalho de conscientização para além das fronteiras brasileiras. Ele está na Itália desde a última terça-feira (10).

Rio Doce após o desastre ambiental (Foto: Leonardo Merçon/ Últimos Refúgios)
Foto da exposição 'Lágrimas do Rio Doce' (Foto: Leonardo Merçon/ Últimos Refúgios)

“Minha expectativa é que os italianos entendam a gravidade desse problema ambiental. Essa exposição na Itália é uma forma de pressionar as empresas responsáveis pela tragédia e  o Poder Público Brasileiro para fazer algo de fato efetivo às vítimas. A opinião pública internacional sendo formada acerca do desastre ambiental ocorrido pode fortalecer a nossa causa”, afirma o fotógrafo.

O festival está sendo organizado pelo capixaba Marcel Cordeiro com o apoio de Tonino di Raimondo, presidente da Associação Cultura RIONARTE, e do edital de locomoção da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo. O evento será aberto ao  público gratuitamente.

O projeto
O projeto ‘Lágrimas do Rio Doce’, mostra de forma independente a realidade e as consequências de um dos maiores desastres ambientais e sociais da história do Brasil, com o rompimento da barragem de mineração da Samarco, com consequências ainda desconhecidas, e até hoje, rejeitos tóxicos continuam descendo o rio.

O objetivo do projeto é difundir a realidade acerca do ocorrido e mostrar que o custo do desenvolvimento não sustentável e a valorização do dinheiro acima de tudo, é alto demais. Todo o material produzido por este projeto será transformado em produtos culturais capazes de multiplicar a sensibilização ambiental\social, sobretudo com ações envolvendo crianças.

A equipe do Últimos Refúgios relata que precisam que pessoas do mundo inteiro apoiem este projeto desenvolvido e financiado pela equipe de voluntários e parceiros da ONG brasileira.

“Os registros realizados por ‘Lágrimas do Rio Doce” poderão mobilizar a sociedade e dessa forma, contribuir para que possíveis ações por parte do poder público sejam feitas para que a tragédia que comprometeu gravemente um dos rios mais importantes da Região Sudeste brasileira, e que ainda esta afetando pessoas e animais, não caia no esquecimento”, lamentam.

Fotógrafo registra imagens dos impactos da lama da Samarco no Rio Doce (Foto: Leonardo Merçon/ Últimos Refúgios)
Foto da exposição 'Lágrimas do Rio Doce' (Foto: Leonardo Merçon/ Últimos Refúgios)


Fonte: http://g1.globo.com/espirito-santo

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe uma resposta