cieloambiental@gmail.com

Fone cel: (54) 9.8132-5141
Notícias

Ibama supervisiona maior exercício simulado de resposta a vazamento de óleo no mar do Brasil

Ibama supervisiona maior exercício simulado de resposta a vazamento de óleo no mar do Brasil

Foi realizado entre os dias 6 e 16 de setembro, no litoral da Bahia, o maior exercício simulado de resposta a vazamento de óleo no ambiente marinho já realizado no país. O simulado foi realizado pela BP Energy do Brasil como requisito para obtenção da Licença de Operação para perfuração de poços no bloco BM-CAL-13, localizado a mais de 50 km do litoral do município de Itacaré/BA.

A realização do exercício prévio, chamado Avaliação Pré-Operacional (APO), é uma exigência da Coordenação Geral de Petróleo e Gás – CGPEG/DILIC/Ibama para licenciamento de perfuração em áreas ambientalmente sensíveis e visa verificar se a estrutura de resposta definida no Plano de Emergência Individual (PEI) é plenamente funcional.

O exercício buscou simular a proteção de dois ambientes selecionados, a Barra do Prado e o Arquipélago dos Abrolhos, e envolveu cerca de 1000 pessoas, entre equipe da BP Energy e contratados para atuar na resposta. Em termos de equipamentos, foram mobilizadas mais de 260 embarcações de resposta, que manusearam mais de 11 km de barreiras de contenção e 15 km de barreiras absorventes.

A atividade foi supervisionada por 13 analistas ambientais do Ibama, posicionados estrategicamente no campo ou na sede da empresa no Rio de Janeiro, para avaliação do exercício. As operações também foram acompanhadas de perto por representantes do ICMBio responsáveis pela gestão do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, apesar de o exercício não ter sido realizado dentro da unidade de conservação.

O Plano de Emergência Individual da empresa foi considerado plenamente operacional pela equipe do Ibama e representa um novo patamar de exigência para operações em áreas ambientalmente sensíveis.

Fonte: Ascom/Ibama
Colaborou: Cgpeg/Dilic
Foto: Patrícia Maggi/Ibama

0 Comentários

Deixe uma resposta