cieloambiental@gmail.com

Fone cel: (54) 9.8132-5141
Notícias

Interpol entra na briga contra pesca predatória

Interpol entra na briga contra pesca predatória

Polícia internacional pretende unir países membros na “caçada” a depredadores no mundo todo

Quem pratica a pesca predatória ganhou uma “inimiga de peso”. É que a Interpol (na sigla em inglês: International Criminal Police Organization), a polícia internacional especializada em combater o crime organizado, anunciou nesta semana o planoScale, o qual em “âmbito mundial” visa combater a pesca ilegal.

O projeto foi apresentado durante uma conferência internacional em Lyon, na França, sobre a cooperação policial relativa aos crimes de pesca. Participaram representantes de 55 países, especialistas no assunto, investigadores e juristas.

Segundo estudos citados pela ONG Pew Charitable Trust, quem vai ajudar financiar o Scale, a pesca ilegal corresponde a cerca de 20% dos peixes capturados no mundo. Esse número salta para 40% em determinadas regiões do continente africano. A economia mundial tem um prejuízo de cerca de US$ 24 milhões (R$ 47,5 milhões) por ano com os “piratas da pesca”.

Além das perdas financeiras, a pesca clandestina implica na destruição de ecossistemas e em prejuízos para pequenos pescadores.

O projeto Scale espera que a pesca predatória seja reconhecida como um crime transnacional, passível de denúncia por parte das autoridades locais. Também prevê a criação de uma unidade permanente de luta contra a prática. A pesca ilegal passa estar inserida na mesma categoria de infrações como o tráfico de elefantes, a caça furtiva de felinos e a exploração florestal ilegal.

Os 190 países membros da Interpol terão facilidades para compartir os laudos das infrações, a fim de fazerem análises, e coordenar apreensões em conjunto.

Fonte: Lielson Tiozzo  – Revista Pesca e Companhia

0 Comentários

Deixe uma resposta